segunda-feira, 13 de setembro de 2010

Minha luta

Fechar os olhos para a injustiça
É como camuflar a miséria com promessas
É levantar o tapete e varrer a poeira para baixo
E nisso eu não me encaixo

É tentar curar a febre com compressas
Ou sentir apertar o sapato... eu o descalço

As consequências dessa luta, ora favoráveis, ora confusas
Me encorajam a seguir o meu caminho
A me irritar quando for preciso
Me desculpar de meus equívocos
Me calar quando a cabeça ferve

E de tanto apanhar aprendi:
Não troco mais gato por lebre

2 comentários:

  1. Tem um livro do Hitler que se chama "Minha Luta".
    hehehehe

    Coincidência.

    Bjs

    ResponderExcluir
  2. Credo!! Infeliz coincidencia.... rsrs

    ResponderExcluir